sábado, 24 de maio de 2014

Digitintas


Olá a tod@s!

Este mês quero partilhar convosco esta actividade para ser usada nas sessões. Estes frascos contém Digitinta e, tal como indica o nome, servem para desenhar com os dedos.


Esta actividade pode ser muito útil em contextos onde o jovem paciente adopta uma postura de passividade. 


A minha primeira experiência com este material trouxe-me logo uma surpresa curiosa. O jovem em questão apresentava uma séria dificuldade ao nível da motricidade fina e, ao mesmo tempo, uma grande inaptidão para as relações sociais e  verbalização do que quer que fosse. Quando propus esta actividade, ele aderiu mas sempre com alguma relutância.


Quem conhece este material sabe que enfiar o dedo na tinta densa causa, por segundos, algum desconforto ou prazer, pela temperatura e pela densidade do material. Quando o fazemos, somos convidados a entrar em contacto com "Sensações". Depois disso, guiamos os nossos dedos para figuras que não conseguem ficar precisas, obrigando ao uso da imaginação. 


No caso do menino que referi acima, foi interessante observar a sua incapacidade para o contacto quando usou o material. Não quis usar as duas mãos e usou apenas um dedo. Em vez de espalhar a tinta, deixou pedaços espessos de tinta, evitando assim o movimento de espalhar o conteúdo sobre a folha.


Costumo usar folhas A3 (Cavalinho), faço uma linha ao centro e proponho que façamos cada um, um desenho. Depois disso, olhamos para o desenho do outro e proponho dizer o que vemos.


Isto serve como mediador, abre as portas para promover a auto-estima, a criatividade e outras coisas que possam ser partilhadas.


Eu comprei este material numa "loja dos 300", por isso, acredito haver em qualquer chinês.


Fica a sugestão e aguardo a vossa experiência!!


Nathalie

Sem comentários:

Enviar um comentário